• transicionci iniciativas e agora discussao GT metodologia sobre programmacao rumo a GF 7diz

last modified December 6 by facilitfsm


 FILO DE DISCUSAO WSP E EMAIL NO GT metodologia rumo a GF 7 dizembro 

NOTA essa discussao e tambem uma dimensao do dialogo  GF /  GT iniciativas e agora que esta mencionado na memoria GF 8 novembro 

 - A proposta é que as organizações do GF se somem aos debates do CI sobre a Ágora dos Futuros (inicialmente chamada de Ágora das iniciativas, foi rebatizada) e da Assembleia dos Movimentos. O GT de Metodologia e Programação deve dialogar com o Pierre que está coordenando a proposta da Ágora das Iniciativas e com Michel que coordena o processo da Assembleia dos Movimentos

 1-Pierre  2 - Mauri  3 -Sheila  4 - Celita  5 - Pierre  5B - Pierre  5B2- Pierre  6 Mauri  - 7- Pierre

logo-fsm2018-bahia.png

INSUMO1 PIERRE  

Boa tarde no GT metodologia.

Em perspectiva da réuniao  do GF este 7 de dizembro em salvador , onde varias pessoas desse GT vam participar , mandei dia 21 de novembro 8  propostas com proposito de  melhorar a programmaçao geral  descrita na "mémoria del GF 8nov" 

As Propostas estao agora  SINTETIZADAS  em um Imagem Sintese  aqui  http://openfsm.net/projects/transitionci/transicionci-iniciativas-e-agora-insumo1-sobre-propuestacfb-8nov-sintese  

A ideia es manter o espacio do foro "horizontal e diverso"  e "usar plenamente os  dia 16 e 17"

Esto permite PASAR DE 6 A 10 TURNOS "com opçao"  ( quer dizer  com possiblidade para participantes escolher  entre varias atividades autogestionadas / varias tematicas , e assim  oferecer eles :

⚡1/ mais occasoes  de participaçao  mais ativa   ( quer dizer "dialogando mais,  ouvindo menos")  

⚡2/ mais occasoes de construir convergencias autoorganizadas que se vao a expresar em iniciativas co-impulsadas entre varias organizacoes, visiveis no  Quiosco de iniciativas ( dia 13 a 16)  y na àgora  (dia 17)

Entre os 10 turnos estao  3 o 4 turnos de asambleias  autoorganizadas de convergencias, com um trato equitavel entre todas

Com o mesmo "esforço de  transporte,  tempo,  e hospedajem",  ter  6 turnos o 10 turnos "com opçao" na sua experiencia de participante FSM 2018  nao e a mesma coisa !  Mais turnos significa mais possibilidades  para construir, aprofundar, descobrir, no espaço do foro.

Comentarios e dialogos bemvindos em nosso GT metodologia  sobre estas  8 propostas

Abs. Pierre

logo-fsm2018-bahia.png 

INSUMO2 MAURI

Comentando insumo 1  de pierre

1/ Mauri Cruz: Pierre e demais companheiras e companheiros... a mensagem foi recebida e estará em debate na reunião do dia 07/12...

2/só lembrando que a Assembleia de Mulheres sem que haja nenhuma outra atividade concomitante já foi uma discussão no CI e Coletivo Brasileiro...

3/em relação as atividades como a Assembleia Mundial dos Povos, Movimentos e Territórios em Resistências e a Agora dos Futuros, penso que temos que avaliar como proceder... o ideal é que essas atividades não “bloqueiem” a programação... mas que haja um investimento político para que sejam momentos de grande articulação Mundial visando construir entre as organizações do FSM propostas de ações conjuntas... vamos falando.....

logo-fsm2018-bahia.png 

INSUMO3 SHEILA

Comentando insumo 2 de Mauri

Estou de accord com vc Mauri Mobilizar Motiva Favorecer a contruçao de propostas de accoes conjutas entre e pelos participantes é o grande desafio e diferential desta ediçao do FSM. E nesse sentido que estamos caminhando

logo-fsm2018-bahia.png 

INSUMO4 CELITA

Compañeras y compañeros:

Hay algunas decisiones que loXs integrantes del GT no brasilerxs, nos queda dificil de entender.

Por ejemplo la Asamblea de Mujerez.

Yo (DAWN) propuse que x la larga experiencia que tenemos las mujeres que hemos estado entodos los Foros desde el principio y que construimos diversas actividades, entre ellas los Dialogos Feministas, que se hacian el dia previo. Creemos que es mejor estar contenidas dentro del Foro, para salir de alguna manera de la condicion de apendice .

Pero me gustaria tener mas antecedentes y saber si podremos participar de alguna de las formas ya propuestas.

Abrazos solidarios

 logo-fsm2018-bahia.png

INSUMO 5 PIERRE

Comentando insumo 3 de sheila  , logo insumo  2 de mauri e 4 de celita

A/ Comentando insumo 3 de sheila  

Concordo com vc Sheila (insumo 3) , que isso  (Mobilizar Motiva Favorecer a contruçao de propostas de accoes conjutas entre e pelos participantes) e um desafio co-assumido, agregando que temos o estamos construindo varios elementos para enfrentar -ele , em plena coerencia possivel con o accumulo de horizontalidade e diversidade da facilitacao do forum

Aqui menciono  elementos prinicipais  cuja combinacao é esperanzadora sobre como podemos enfrentar o desafio de um foro percebido visivelmente como propositivo e energizante, e ao mesmo tempo respeitando  a carta de prinicipois, o seja  as palavras e vontades autonomas dos participantes 

Nesse sentido podemos caminhar juntos

veja aqui uma Imagem Sintese   dos elementos mencionados neste insumo 5A 
http://openfsm.net/projects/transitionci/transicionci-iniciativas-e-agora-fsm2018-7-elementos-de-metodologia-com-innovacoes 
agregando um septimo elementos que seria assambleias de abertura - veja insumo7 mas abaixo

 

A1/ A metodologia de iniciativas definida no GT criado no CI dia 16 de otoubro em salvador permite recolher  e visibilizar de maneira horizontal as iniciativas dos particiapntes, definidas comodescrição de uma conjunto de ações, com propósito específico de resistência, criação, transformação na sociedade/país/território, para outro mundo possível, assumido por várias entidades participantes impulsoras  http://openfsm.net/projects/transitionci/descripcion-iniciativas-e-agora-informe-pt

[A nocao de iniciativa colocada no espaço do foro , complementando a noçao de atividade e uma innovacao esboçada em fsm2016, consolidada em fsm 2018]

 

A2/ Cada esforço auto orgnaizado de articular entidades participantes, na suas diversidades no marco de oficinas e assambleias autogestionadas fsm2018,  contribui a produzir esses documentos “iniciativas” cuja evolução do conteúdo descritivo e da lista de assinantes reflete a dinâmica das articulações, alianças e convergências entre as entidades participantes do FSM 2018, que são construídas através de comunicações formais ( oficinas e assemblieas) e informais” ( conversas)  

[isso e dinamica das atividades autogestionadas do fsm mesmo desde 2001,  reforçada em 2005  "tudo e autogestionado", salvo pocos momentos comums de abertura e encerramento]

 

A3/ Em particular, as provaveis 20/30+ assambieas  de convergencias, ( a meu entender, a Asambleia de movimentos Povos Terriotorios, promovida por algumas organizacoes, e uma entre outras), podem ser bem prepraradas e facilitadas por seus propoentes, e produzir “declaraçaoes-iniciativas” assinadas por um bom numero de entidades participantes nelas Esas entidades podem gerenciar o paralelismo entre as asambleias, como entre as oficinas,  inevitavel num ambiente horizontal onde se compartilha espaço e tempo, con participacaoes paralelas  e coordenadas de varios membros delegados duma mesma entidade.  

 [As assambleias de convergencia sao um avance metodologico do CI de copenhaguen 2008 implementado por primeira vez fsm2009 (Belem)]

 

A4/ na Ágora dos Futuros , concebida como momento final comum do FSM ( simetrico do otro momento comum que e  a  marcha de abertura), as entidades co-impulsantes de cada iniciativa tem um lugar permanente onde se visibilizar e acolher mais entidades participantes que querem se incluir na iniciativa

[A àgora  focada em iniciaivas como momento final respeitando diversidade e horizontalidade e uma innovacao fsm 2018]

A5/   Calendario das Iniciativas em fsm2018 ,  visibilizado no final da àgora, permite mostra de manera inédita, para participantes fsm e midia pelo mund todo, num marco formal comum e inclusivo, as datas-etapas de todas as iniciativas confirmadas no fsm2018, pelas entidades participantes : iniciativas existentes o emergentes, na sua diversidade de temas e tamanhos

[O Calendario de iniciativas é uma innovacao fsm2016]

 

A6/ O calendario de inicaitivas no fsm2018 en linha 6 meses   esta publicado no site, e o GCC  Grupo de Cuidado do calendario , em relacao com GT metodoloigia e GF cuida que as impulsantes de iniciativas atualizem o conteudo e data etapas durante da sua iniciativa pelo menos seis meses, o que da tempo a cada iniciativa  iniciada em salvador se consolidar e criar seu espaco internet

[ o fato de desde jà preparar uma tarefa de cuidado do calendario para um periodo apos o evento e uma innovacao fsm 2018]

 logo-fsm2018-bahia.png

B/ Comentando ponto por ponto  insumo2  de Mauri

 

B1/( Mauri)  “Pierre e demais companheiras e companheiros... a mensagem  ( acima) foi recebida e estará em debate na reunião do dia 07/12... “

Antes do dia 7 esse GT metodologia e qualificado pora alimenta a discussao embora nao seja instancia de decisao  que em materia de métodologia  sao o GF e o CI em coresponsabilidade

 

B2/ ( Mauri)  “só lembrando que a Assembleia de Mulheres sem que haja nenhuma outra atividade concomitante já foi uma discussão no CI e Coletivo Brasileiro...”

Aqui precisa diferenciar coisas que sao "mencionadas" no CI e ficam sem discutir, e  coisas que sao "discutadas" na pauta do CI  

Uso aqui a memoria video das reunioes de salvador em outoubro http://openfsm.net/projects/brasil-e-fsm/act400-brasilefsm-reuniao-ci-salvador2017-videos  

Teve dia 15  uma reuniao de mulheres que fizeram  [ em um momento que nao chegeui a identificar ainda nos vides ] uma comunicacao que mencionava  2. Realizar um Plenária das Mulheres em momento próprio, separada das outras atividades – porque as mulheres estão em todas as atividades

http://openfsm.net/projects/brasil-e-fsm/act400-brasilefsm-reuniao-ci-salvador2017-notas-pt

Na apresentacao de avanços dos preparativos  fsm GF no CI feita dia 16  no datashow ficou um minuto  exposto o tema da programacao  fsm,  e nao hove discussao – Mesmo que  foi explicitamente descartada   ( veja  minutos 6 a 9 do video 7  com fala de Mauri  Liege  e log Rita que lembra o pedido das mulheres)

Lembro sim que foi rapidamente abordado a asambleia de mulheres  no dia 19 http://openfsm.net/projects/brasil-e-fsm/brasilefsm-act408-notas-equipe-dynex-em-portugues  ( veja video) Nessa discussao eu mencionei que a maneira de fazer a meu ver seria uma assembleia  de abertura de muleheres ou orgnaizada pelas mulheres dia 13 apos a marcha , porque senao entrariamos dias 14 15 16  numa competicao de visibilidade sem criterios para dar privilegio de visibildiade unica a una assembliea de convergencia entre outras

B2-2 Elemento de resposta a insumo 4 de Celita  

Agora sobre o fondo do assunto das asambleia(s) das mulheres , no documento sintetico  tem um proposta que apunta contemplar a preocupaçao das muheres ( no rectangulo  proposta 1 ao centro da pagina ) http://openfsm.net/projects/transitionci/transicionci-iniciativas-e-agora-insumo1-sobre-propuestacfb-8nov-sintese

 “ Asambleia de mulheres de abertura dia 13 apos a marcha e outra de convergencias dia 14 a 16 , O seja DUAS  asambleias

Essa asambleia de abertura  de mulheres / o pelas mulheres seria organizada por amplo grupo de entidades femeninas/femenista, seria  inclusiva a todos partiicpantes, e  possivelmente seja participativa innovadora na forma ( por esemplo incluindo fase de trabalho em pequenos grupos de millhares de pessoas etc) e que bem poderia propor a final uma declaracao-iniciativa a assinar por entidades que quizessem

Essa assembieia seria completada com  uma "assambleia de convergencia de mulheres" programada com as outras en paralelismo no turnos de assambleia dias 14 15 17  

Assim,  com essas dois asambleias , 1/ seria contemplado a vontade de ter uma assambleia de corte excepcional e inclusivo sensibilizadora em occasao do fsm na abertura , e 2/ seria  respeitado a pratica de compartilhar o espaço-tempo durante um  forum horizontal que leva a um paralelismo entre atividades autogestionadas incluindo asambleias de convergencias,

 

B3/ ( Mauri)  em relação as atividades como a Assembleia Mundial dos Povos, Movimentos e Territórios em Resistências e a Agora dos Futuros penso que temos que avaliar como proceder... o ideal é que essas atividades não “bloqueiem” a programação... mas que haja um investimento político para que sejam momentos de grande articulação Mundial visando construir entre as organizações do FSM propostas de ações conjuntas...

A meu ver tem uma grande diferencia formal  entre a Assembleia Mundial dos Povos, Movimentos e Territórios em Resistências e a Agora dos Futuros

A Assembleia Mundial dos Povos, Movimentos e Territórios em Resistências SE REIVENDICA como um proceso autonomo autogestionado impulsado por un grupo de entidades, que e permanente, e que vem a fazer atividades no forum ( veja o contenudo das discussoes dia 16 em video 7 a partir de 1hora .

Entendo que essas entidades usam o espaco do foro,  com tudas as outras entidade participando, colocando no forum  uma ASSAMBLEIA DE CONVERGENCIAS  AUTOGESTIONADA  compartilhando espaço-tempo com as outras assembliea de convergencias .o que  leva a gerenciar o paralelismo  inevitavel entre elas, (mais o menos 5/10 asembleias em paralelo no fsm2018)  nao como um problema, mais como uma realidade da horizontalidade e diversidade, que se tem que gerenciar organizativamente, coordenando delegadxs paralelxs das entidades

e  

A Agora dos futuros  e explicitemente CONCEBIDA como UM MOMENTO FINAL COMUM  de forma innovadora, parte duma metodologia de inciativas no FSM  descrita por GTCI iniciativa e agora que pode ser assumida  por CI e GF , complementando a metodologia  FSM basada em  atividades,  participativo e inclusivo, onde  Todas as entidades impulsoras de iniciativas tem seu lugar, e podem interlocutar com participantes na agora e entre elas

Ambas  essa  Assambleia e a àgora sao elementos , embaro de natureza diferente, do dispositivo metodologico fsm 2018  em 6 pontos, descrito acima  na parte 5A no comentario de insumo de Sheila que apunta  a que vontades politicas das entidades participantes no fsm2018  possam se expresar se articular  e se visibilizar "a vontade"  durante e apos o evento 

Seguimos en dialogo


No marco  de este dialogo, podemos olhar os videos das discussoes CI  dia 16 no CI; 
Em particular 

  • video 4   :  oficina 2 sobre convergencias dia 15  entre 1h03mn e 2h49mn  e
  • video 13 discussion 16 de noite  sobre metodologia de inciativas  (primera parte) e  relacao da futura asambleia de movimentos povos territorio com o proceso  e  evento fsm   e  com  o CI   


Vamos falando....
Pierre

logo-fsm2018-bahia.png

INSUMO 6 MAURI 

Comentando  insumo 4 de celita

Celita, a decisão de realizar a Assembleia Mundial das Mulheres no dia 16/03 pela manhã foi do próprio GT das Mulheres... a ideia é que a Assembleia esteja DENTRO do Programa do FSM, nem antes e nem depois... o FSM vai “parar” para que as mulheres se reúnam...

logo-fsm2018-bahia.png

INSUMO 7 PIERRE 

Comentando  insumo 6 de Mauri e  insumo 4 de celita

Celita, no marco de essa discussao sobre programação Geral, vc pode ver aquí ( link abaixo)  uma proposta  de DOiS asambleias que contempla dois aspectos  :

ser visiveis e relevante para tudxs abrindo o fsm colocando problemáticas das mulheres, e logo

estar se articulando com asamblieia de convergencias mulheres dentro dum espaco fsm horizontal onde espaco e tempo "se compartem", sem quizer "parar" o fsm, e onde xs participantes tem bom número de  "turnos" par fazer seu  programa en funcao de seus objetivos 

http://openfsm.net/projects/transitionci/transicionci-iniciativas-e-agora-discussao-gt-metodologia-sobre-programmacao-rumo-a-gf-7diz/#5B2